Arquivo | novembro, 2010

TIRANDO A MEIA E O ALL STAR

25 nov

Essa semana está sendo bem atípica.
Primeiro, pq tá um mormaço absurdo aqui em São Paulo.
Tipo, não está fazendo sol, mas tá um calorão abafado de dar desespero – e onde eu trabalho não tem ar condicionado, dá uma gastuuuuuura…
Nisso, eu resolvi aposentar os All Star por um tempo e voltar às pequenas Melissas.
Essa semana já usei Bamboo, Desire, Ultra e Corallo.
E vocês, quais as aliadas para enfrentar o calor nos pés?

Ah, uma dica. Uma não, duas!
Uma é o velho e bom Granado Pink de guerra, o sachet Escalda-pés.
A embalagem vem com cinco sachets e para mim, ele é basicamente inócuo, só que encher uma bacia de água quente (na embalagem diz morna, mas gente, escalda-pés para relaxar tudo tem de ser quente-pelando!), colocar o sachet de pedrinhas cheirosinhas, enfiar os pés, esfregar um pé no outro, os dois no fundo da bacia e pensar na vida (Mark Ruffalo, me liga?) depois de um dia pesado de trabalho e andar de bus e todos os plus do caralho a quatro que é essa vida de proletária é tudo de bom!

Granado, te dedico!

Aliás, eu gosto de alguns produtos dessa linha Pink da Granado para cuidados com os pés e não recomendo em absoluto de outros. O que eu acho que vale a pena é a Cerinha Nutritiva para Unhas e Cutículas, que eu acho que tem um resultado beeem bacana, embora pessoalmente eu ainda prefira outros produtos (este da Mavala e o que vem neste kit da Onsen, que a Bia comprou pra mim durante a viagem de lua de mel e que não encontro quem despache para o Brasil nem por uma pica de ouro por nada). Outro que eu gosto é a Manteiga Emoliente, acho que para uma hidratação mais intensa, a consistência da manteiga é perfeita – depois do banho, besunta no pé, principalmente nas áreas críticas: o calcanhar e aquela parte que eu não sei o nome, mas fica um pouco abaixo da base do dedão, que é onde pisamos. Calça uma meia e vai dormir que o pé acorda lindo. MAS nesse caso também, o produto que mais me dá resultados é outro, o Homeopast, mas nesse caso, eu só passo o Homeopast nessas áreas críticas, passo um hidratante para peles secas onde a situação não está tão feia, calço a meia e corro para o abraço!

Eu tinha uma certa fé no Esfoliante de Pedra Pomes da Granado Pink, mas fail total: para atender à proposta de um esfoliante para os pés, ele deveria ser mais potente. Aí saí em busca do esfoliante perfeito para os pés. Achei um da Flores e Vegetais que é bem bom e barato, mas o meu coração foi conquistado mesmo é pelo Pedicure Instantâneo da Silka (que é a minha segunda dica). Eu o vi pela primeira vez na TV e apesar de não acreditar mais em propagandas, sinteressei demais pelo tal esfoliante-que-só-vende-em-farmácias. Nunca sou a primeira a me jogar, sempre leio resenhas ou críticas em revistas ou sites antes de comprar, mas dessa vez não achei ninguém falando do produtinho, então resolvi arriscar R$ 24,90 na caixinha (tem gente vendendo por R$ 49 no Mercado Livre, como pode?) na Drogasil.

Eu gostei muito, achei ele bem parecido com um ótimo produto de pedicure express da Sally Hansen que eu comprei pela internet, só que em uma bisnaga mini paguei R$ 10 e essa é uma bisnagona! Sem contar que tem grânulos grandes, esfolia bem, deixa a pele macia (até a mão entra na dança!) e hidratada (oleoso, oi? Antes de aplicar, melhor dar umas apertadinhas na bisnaga fechada para misturar os glânulos e o veículo, para não sair aquela camada babenta e oleosa). Agora, nesse instante, não estou me lembrando do perfume, mas não deve ser nada muito incômodo, pq eu não relevo cheiros que me irritam. Claro que não vai ficar como se você tivesse ido ao podólogo, mas é bem satisfatório e melhora à medida que a moça for mais constante em seus cuidados, e não uma pessoa relapsa como eu, que só lembra quando a situação está em petição de miséria…

Quando comprei, tinha esse q eu comprei, de caixinha roxa (Pedicure Instantâneo Gel Exfoliante + Ação anti-calosidade), o Pedicure Creme Reparador (caixa azul clara) e o Pedicure Instantâneo Gel Exfoliante (caixinha verde), além da Manicure Instantânea Creme Exfoliante (caixa rosa), que eu comprei e no final, é um esfoliante comum para as mãos mesmo.

Help para os pés em tempos de calor e sandálias abertas

E eu queria fazer uma consulta pública.
Nesse calor, só dá vontade de calçar a Cute (as de lacinho, por favor. Nada daquela sainha estranha da Cute+Salinas) e vir ao trabalho… O ambiente que eu trabalho não é formal, mas acho que há limites, pq se trata de um ambiente de trabalho em que eventualmente recebemos algumas visitas esporadicamente.
Nesse sentido é ruim vir trabalhar de sandália de dedo?
O que vocês acham?

Anúncios

VOU/NÃO VOU: AMAZONAS

12 nov
Amazonas
Coleção Amazonista

Na ocasião do SPFW, eu postei a respeito da minha primeira impressão de alguns modelos e um deles foi a Amazonas. No final, ela continuou sendo mesmo uma das mais interessantes dessa coleção.
Ontem aproveitei que fui ao shopping, experimentei uma Amazonas e…

LUXO
– Andei um pouco quase nada com ela e achei o salto meigo de 11 cm até que tranquilo.
– O modelo favorece o pé, fica bem bonito mesmo em pés feios (como o meu).

LIXO
– A cartela de cores acabou não sendo tudo isso, embora preto e vermelho sejam indefectíveis e a nude tenha me interessado bastante.

– Meu pé é alto e gordo e as tiras me incomodaram. No calor, quando os pés (pelo menos os meus) incharem, as tiras vão cortar a circulação, meu pé vai cair e eu vou mórrreeeeeeeeeeerrrrrrrrrr.
– Para mim, teve de ser um número maior e ele ficou mega saindo do pé.
– Não tenho certeza, mas acho que no Verãozão o pé suado tende a escorregar para a frente (como evitar isso com aquela curvatura?).
– R$ 140 é caro. Quer dizer, é razoável frente ao preço de outros modelos bem mais furrecos, mas R$ 140???
– Como já tinha lido o test drive da Tamy antes, prestei atenção na batata da perna e apesar de não ter ficado uma hora com a Amazonas, eu senti um leve desconforto na altura dos quadris. Mas além da Melissa ficar querendo fugir para as montanhas, eu sou podrinha, tenho um problema na coluna (abaulamento discal L4-L5 e estou com uma pequena inflamação na região do sacro), só que não fiquei tanto tempo com a Amazonas no pé… Era para ter sentido?

VEREDITO
Eu não vou.
Sim, ela é linda e talz.
Mas R$ 140 num sapato que sai do pé e incomoda as costas?
Nem fu***.

SUGESTÃO DE LOOK
Para quem for, acho que ela pode ficar beeeem bonita com saias e vestidos.
Eu tinha pensado nelas em ocasiões mais especiais, mas dependendo da cor, pode arrematar bem looks mais casuais.
Só acho que vai ficar meio vibe-piriguétcheeeen com shortinho curto. Aliás, para a pessoa idosa aqui, saltões e plataformas em geral imprimem piriguetismo quando usados com peças muito curtas…
Amazonas

Quero o vestido, o perfume, o anel… Ai ai ai…

A VERDADE NUA E CRUA

12 nov

Antes de mais nada, peço desculpas para vocês.
Sabem quando eu falava sobre a Melissa com o salto mais confortável EVER?
Tudo lorota minha.
Precisando andar um tanto, todas machucam. T-O-D-A-S.
TODAS as Melissas de salto fazem os pés arderem como se estivessem sendo exorcizados, coisa que não acontece com sapatos da Arezzo e da Prada (não sou tão chique assim, comprei no brechó), as botas da Via Uno e até mesmo as sandálias que comprei na C&A.
Melissa, #ficadica.
Continua com esses sapatos assassinos e destratanto a gente desse jeito, continua…

HOJE TEM PALHAÇADA?

12 nov

Com palhaçadas desse naipe a Melissa justifica o porquê de perder cada vez mais e mais adeptas fiéis.
Se eu fosse do MKT da Melissa estaria amargamente arrependida por não ter cedido, na época do SPFW, dois ou três pares da nova coleção para aplacar os ânimos de algumas blogueiras. Teria sido uma saída rápida e eficiente: retratação, sorry, amamos vocês, que são tão importantes como a Julia Petit e que divulgam nossos sapatinhos de plástico caros e assassinos de graça. Também teria feito com que algumas não tivessem se voltado contra a marca. Agora, até quem só falava bem anda se revoltando. E é uma grande falha do MKT: para a marca custa MUITO pouco e pode reverter de uma forma muito positiva. Cadê a visão, o tiquinho de lucidez nessas horas?
A mesma visão que faltou para o cidadão sem luz que se dá ao trabalho de conseguir o telefone de uma menina que, além de tudo, escreve sobre Melissa, divulga Melissa, vende Melissa e ainda se propõe a moderar a comunidade mais power de Melissa no Orkut. A Melissa tem mais é que agradecer meninas como ela. Mas não, ao invés disso dá mais uma bola fora com um terrorismozinho de quinta.
Eu acabo sempre não resistindo porque no final, temos uma relação profunda de amor e ódio e as liquidações servem para revoltadinhas como eu abastecerem a sapateira ao final da coleção quando meu número e as cores do alto da wishlist acabaram, droga suprema, tenho duas Melissas da Circensis no armário, ainda sem usar, maldito seja meu consumismo, mas esse descaso, essa falta de boa vontade, esse desinteresse nas consumidoras e esses sapatos que machucam os pés das pobres pedestres, ai como dá vontade de desistir de vez da Melissa…

PS: Imaginem a Melissa conseguindo meu telefone e pedindo para um aspone de merda me ligar para me repreender, q eu conspiro contra a marca? Queria tanto que isso acontecesse…

BATE-PAPO CASLEITORA

11 nov

Outro dia estava matando tempo no MSN, conversando com uma leitora-amiga (amiga-leitora) , entre outras coisas, sobre Melissas (há! Pra variar), no que ela comentou:
– Nooooosssa, queria demais uma sandália do Jean-Paul Gaultier, mas caraca! Aquele salto é alto demais e fino demais… Eu não posso com ele!
E passou a pergunta pra mim:
– E você, que Melissa você gostaria de ter mas sabe que não é pra vc?


Fiquei pensando.
São tantas que eu acho lindas mas que nunca dariam certo comigo e com o frescurento do meu pé… Adoro as LDs mas elas fogem dos meus pés. O salto da JPG me assusta. A Esmeralda eu achava megalinda mas era um tipo de suicídio.
Aí eu lembrei das primeiras Boots, as Scarfun.
Na verdade, eu pensei mesmo era nas Boots do Judy Blame, aquela que tem a estampa de um alfinete. Que, hoje em dia, eu acho lindas, mas deve ser o mesmo que a Scarfun High: assassinas de dedos!


Culpa do tempo.
Provavelmente se fosse um dia de sol, eu teria pensado em uma alternativa mais refrescante.
Mas eu acho que, se essas Scarfun Boots voltassem mais confortáveis, elas estariam em muito mais wishlists que a Donna…

Aí eu aproveitei e montei um look, pq há uns dois posts atrás (acho), disse que tava com saudadinha do Polyvore… 🙂
Vou voltar a montar looks. Eu sidivirto tanto!

Scarfun Boots

Não era bem essas boots que eu queria, e sim as do Judy Blame, que são essas belezuras aqui, em foto tungada do flickr da Cacarecos e Afins:

Sispecializando na tungagem!

GAETANO PESCE (DE NOVO)

11 nov

Como eu contei antes (contei?), agora eu sou uma humilde usuária do transporte público e aleluia!, não trabalho mais em uma fábrica, mas sim em um prédio na Teodoro Sampaio e minha janela dá de cara com a Praça Benedito Calixto (referências paulistanas, desculpem, meninas de outras cidades/Estados/países, é que eu gosto tanto dessa minha vista que eu me empolgo). Ou seja, saio para almoçar e vejo pessoas! E vejo muitas Melissas também.

É, as Melissas perderam um pouco da graça pra mim, mas continuo olhando para os pés das meninas para ver o que elas estão calçando… 🙂
E um belo dia, vi uma menina usando essa Melissa, dessa cor:

Imagem tungada de O Globo

A minha primeira impressão continuou sendo aquela anterior.
BOLHAS PELO CORPO!
E essas, assim vermelhinhas, me lembraram BOLHAS DE SANGUE PELO CORPO.
SÓ QUE…
Tirando a estranheza do primeiro impacto (SANGUE! SANGUE! SANGUE!) e olhando o conjunto moça-roupa-Melissa, não é que eu comecei a achar… BONITO?
Não em mim, claro.
Mas nela… Gentizzz, o conjunto saia com blusa, jaquetinha e GP estava tão… FOFO?

Bom, fato:
Gostei da GP no conjunto em específico montado pela mocinha, mas isoladamente ela ainda me dá calafrios e me remete a lesões de pele, aftas, queimaduras, bolhas no pé e todo conjunto da obra.
Espero que meu senso crítico pare de oscilar tanto, senão logo logo vou começar a achar isso bonito e inventar de querer comprar uma aberração dessas pra mim (e vamos combinar, nego não precisa ter tanto estilo assim para se jogar em um clogh de salto, néam?):

Melissa, o Metrô de São Paulo ligou perguntando se pode pegar os rebites dos trilhos de volta.
Ah sim, tunguei a foto da linda da Clem também, lalalalala. Hoje estou me sentindo A Usurpadora…

Loving who???
Pior que eu li em uma revista, dia desses, um comentário do tipo: “Ei Chanel, pare de insistir, Cloghs nunca vão ser cool por mais que vocês insistam”. Achei graça, mas vamos fazer o que contra uma verdade dessas?

1 MÊS DEPOIS…

11 nov

É um absurdo pensar que uma pessoa que se propõe a ter um blog venha fazer atualizações de mês em mês. Mas tem explicação (sempre tem): no trabalho uma correria (o ano fiscal terminou em setembro e, por consequência, outubro e novembro são speed gonzalez total), novos projetos, novas parcerias sendo prospectadas e eu feliz e cansada como nunca. Além disso, o meu lentium aqui do trabalho não colabora e lá em casa, meu computador titular ainda não voltou para casa e as Melissas não têm mais me empolgado tanto assim.

Mas como eu sou estranha, tenho meus surtos e hoje consegui publicar todos os anúncios pendentes do Bazar Melissando. Sério, 77 anúncios e um post explicativo só hoje!! *eu sou foda mesmo
Agora não tem mais nenhuma Melissa à venda sobrando no meu e-mail!
Eu sei que logo logo vai ter, mas por hoje minha caixa de entrada vai ficar peladjeeeenha! *ui

Quero falar de outros assuntos, mas vou mudar de post.
Esse só serve para dizer que eu tô viva, estou em um momento “quero falar de Melissa” e estou com saudadinha de mexer no Polyvore (apesar de que meus looks são as coisas mais comuns e convencionais que eu conheço nesse cyberespaço).

E vamo que vamo!