Arquivo | dezembro, 2012

ABERRAÇÃO

4 dez

 

Uma manhã, vindo para o trabalho, vi no trem uma fia usando um treco feio.
Parecia uma Love Li, mas a frente dela parecia de Aranha.
Achei que fosse um pesadelo, abstrai e esqueci (temporariamente).
Daí passando em frente de uma loja que vende Melissa no shopping, vi que pesadelos também se tornam realidade:

31159-1388Bu!

Aranha Li? Sério?
Que coisa feia.
Daí, dando uma olhada na Loja Melissa, vi um monte de coisa feia.
Aff, ainda bem que parei com isso…

Anúncios

MELISSA + KARL LAGERFELD

3 dez

lagerfeld

Segundo a Vogue UK, Karl Lagerfeld é o mais novo colaborador da Melissa. O designer alemão assinou com a Melissa para assinar coleções-cápsula para a marca pelas próximas quatro estações – a primeira para o inverno de 2013, que será lançada em março do ano que vem.

hbz-choupette-august-2012-lgn

A primeira coleção, que tratá quatro modelos, é vista por Paulo Pedó, CEO da Melissa, como uma das maiores colaborações da história da empresa. O CEO da empresa de Karl Lagerfeld – que, além da moda, investe em outros campos, como fotografia e edição de livros – Pier Paolo Righi, considera a parceria com a Melissa bastante interessante, elogiando a marca brasileira em sua capacidade de traduzir as inspirações e designs de Karls em produtos de moda verdadeiramente iconicos e divertidos, “que muitas mulheres em todo o mundo vão usar com felicidade”, diz.

lagerfeld_karl_gunshoeKarl Lagerfeld e o Gun Shoe. Depois do patinho no salto, será que pode vir um revólver por aí?

UPDATE: O site da Melissa também está divulgando a parceria.

LIFE MUST GO ON

3 dez

Ultimamente, não ando com tempo nem para cuidar da minha vida, quanto mais do blog e mais ainda do blog do Bazar.
Daí que tomei uma decisão: deletar o blog do Bazar.
Como faz muito tempo que não rola atualização, não vejo muito sentido em mantê-lo no ar. Daí o Melissando perde a única parte que pode envolver trocas comerciais de vez.

Até pensei em apagar o Melissando também…
Como vocês devem ter percebido, a minha fase aguda de Melissas passou (ufa!) – o que não quer dizer que eu consiga me desapegar 100% da marca ou de alguns modelos que ainda continuo achando lindos.
Além disso, mudei bastante. Estou me achando (muito) velha para usar Melissa, estou fazendo Pilates e parte do meu treinamento inclui exercícios para tratar de um encurtamento do tendão decorrente do uso de salto e sou proletária (ando a pé e de trem, basicamente). Dessa forma, salto alto só em ocasiões MUITO especiais. 🙂

Até tentei me dissociar totalmente das Melissas, mas poxa…
Semana passada, uma das aprendizes aqui da empresa veio falar comigo a respeito da Melissa nova que ela tinha comprado. O diálogo foi mais ou menos assim (tinha escrito em terceira pessoa, mas conversa assim é muito chata!):
– Você não tem mais usado as suas Melissas, né? Você não gosta mais?
– É, ando usando outros sapatos… Tô velha para essas coisas.
– …
– Daí estou desapegando de várias também.
– Ah, eu acho que Melissa é um sapato meio sem idade. Tem tantos modelos que pelo menos um se adapta a tudo quanto é tipo de pessoa. E as suas são lindas demais.
– Mas acho que não é mais o meu perfil, manter o blog sobre Melissas, é tão não eu, hoje em dia.

Mas daí lembro que conheci tanta gente legal por meio do Melissando…
De vez em quando também me pego lendo os posts antigos, rindo das coisas que eu escrevia (claro, muitas delas sem muito sentido, mas me divertia pacas) e me dá um aperto do coração de não ter tanto tempo como eu tinha antes, mesmo que fosse só para gongar as Melissas.
Não tenho as manhas de deletar o Melissando, principalmente que ele continua sendo um espaço para meus posts sobre outros assuntos que me dizem mais respeito, alguns que interessam também às Melisseiras.

Fiquei assim, e fico satisfeita por não ser mais um blog só sobre Melissas – como fui por tanto tempo -, mas que pode também tratar sobre as tais sandálias de plástico. 🙂