Arquivo | Como usar RSS feed for this section

ANKLE BOOT: LOOK E BRONCA

29 fev

Look kibado do Lookbook.nu
Quando eu penso no quanto certas coisas são desnecessárias na minha vida – por exemplo, essa “galocha” da Melissa, me vem à mente O DIABO VESTE PRADA, em que a Meryl Streep descasca a Anne Hathaway. Eu seria descascada igual:

Você abre o seu guarda-roupa e pega, sei lá, um sapato sem graça qualquer porque você está tentando dizer ao mundo que você é séria demais para se preocupar com galochas azuis com laços vermelhos. Mas o que você não sabe é que essa galocha não é somente azul. Não é turquesa. É “calcinha”. E você também é cega para o fato de que desde antes de você nascer já existiam fuscas dessa cor. E eu acho que foi a Melissa, não foi? Que fez uma parceia com a Vivienne Westwood por galochas azuis com lacinhos vermelhos. Eu acho que precisamos de uma jaqueta aqui. E a ankle boot da Vivienne começou a aparecer nos lookbooks em todo mundo. Alcançou uma popularidade inimaginável. Dominou corações e mentes, conquistou espaços inéditos, tornou-se tendênssya, hype, objeto de desejo, must have. E sem dúvida essa ankle boot representa milhões de dólares em investimentos em parceria, design, máquinas e equipamentos, e marketing”.
Juro, imagino nos meus sonhos alguém com avental da Melissa me dando uma megabronca nesse nível.
Mas, exageros à parte, acho que até acharia essa Ankle Boot Westwood simpática se eu tivesse 3 anos de idade. E morasse no mangue.

GILLIE OU NÃO GILLIE?

8 fev
Oi?

Segundo a Melissa: “A estilista Vivienne Westwood criou a Melissa Gillie, inspirada nos sapatos usados pelas dançarinas de dança irlandesa (conhecidos como ghillies) e nos próprios modelos superdeluxe que ela criou para a sua coleção de inverno. Feminino e estiloso, esse modelo permite brincar com diferentes formas de amarração e cadarços, já que vem acompanhado de duas opções de cadarços, uma na cor do produto e outra de lurex. Nas ruas, esse salto tem sido usado com calças skinny e camisas de botão oversized – as de cetim ou seda injetam glamour na produção. Enrole as mangas dos tops e inove com uma luva de lã bem comprida (até o cotovelo, pelo menos), que deixe os dedos de fora.”

A inspiração:

A coleção:

Luva de lã bem comprida com dedos de fora:


Mas aí, tudo isso junto com a tal da camisa oversize de cetim
e calça skinny foi too much information…

Tudo isso pra dizer que essa Melissa parece uma Disco customizada… 😉

UPDATE:

A Sandra comenta que “a original de VW, que se chama Gillier (é muito possível que a Melissa tenha errado o nome, como aconteceu com a Skyscraper), é essa aqui (foto acima)”. Bom, digamos que não investiria USD 455 num sapato, mas hoje em dia me agrada mais tartan do que de plástico…

BATE-PAPO CASLEITORA

11 nov

Outro dia estava matando tempo no MSN, conversando com uma leitora-amiga (amiga-leitora) , entre outras coisas, sobre Melissas (há! Pra variar), no que ela comentou:
– Nooooosssa, queria demais uma sandália do Jean-Paul Gaultier, mas caraca! Aquele salto é alto demais e fino demais… Eu não posso com ele!
E passou a pergunta pra mim:
– E você, que Melissa você gostaria de ter mas sabe que não é pra vc?


Fiquei pensando.
São tantas que eu acho lindas mas que nunca dariam certo comigo e com o frescurento do meu pé… Adoro as LDs mas elas fogem dos meus pés. O salto da JPG me assusta. A Esmeralda eu achava megalinda mas era um tipo de suicídio.
Aí eu lembrei das primeiras Boots, as Scarfun.
Na verdade, eu pensei mesmo era nas Boots do Judy Blame, aquela que tem a estampa de um alfinete. Que, hoje em dia, eu acho lindas, mas deve ser o mesmo que a Scarfun High: assassinas de dedos!


Culpa do tempo.
Provavelmente se fosse um dia de sol, eu teria pensado em uma alternativa mais refrescante.
Mas eu acho que, se essas Scarfun Boots voltassem mais confortáveis, elas estariam em muito mais wishlists que a Donna…

Aí eu aproveitei e montei um look, pq há uns dois posts atrás (acho), disse que tava com saudadinha do Polyvore… 🙂
Vou voltar a montar looks. Eu sidivirto tanto!

Scarfun Boots

Não era bem essas boots que eu queria, e sim as do Judy Blame, que são essas belezuras aqui, em foto tungada do flickr da Cacarecos e Afins:

Sispecializando na tungagem!

COMO USAR: Ultragirl + Sininho

4 jun

Antes do meu sumiço total, quando eu estava só um pouco sumida, eu recebi um e-mail da… Tati? (ai, gente, acho que era Tati, continuo péssima para essa coisa de nomes) pedindo dicas de como usar a Ultra da Sininho. Bom, pra variar, me achei a última bolacha do pacote, né?
E curiosamente, andei pensando nesse assunto esses dias…
Assim, afastada há 3 meses e pensando nas coisas do blog e em especial, nesse post sobre a Ultra da Sininho… Oi, sou louca?
E o que me veio à cabeça?
1) As Melissas com desenhos como a Sininho, a Hello Kitty e a Pucca sugerem uma montação mais informal.
2) Ser casual e informal é fácil, mas dá para ficar mais arrumadinha mesmo com um sapato informal?
3) Vamos tentar fugir da calça jeans?

COMO USAR: Ultragirl + Sininho
Quer dizer, fugir totalmente do jeans nem rolou, mas tentamos algumas coisas diferentes…

Com isso em mente, montei esses três looks.
Confesso que o look da camiseta navy + clutch de oncinha não ficou bem resolvido. Assim, não ficou a minha cara, sabe?
A Ultra verde ficou beeem a minha cara. Simples e básica, com a minha peça favorita (a camisa de bolinhas!) e sem muito estardalhaço.
Já o look da Ultra vermelha ninguém nunca me viu usar, mas é algo que eu tenho vontade de arriscar hora dessas, principalmente com meia-calça preta opaca. Mas aí vou precisar comprar um shorts de inverno (coisa chata ter de comprar roupa!)…

BOLHAS

29 set

Sou daquele tipo de pessoa que não suporta sentir dor ou incômodos.
Qualquer coisa que me machuque ou incomode, eu deixo de lado.
Com as Melissas é assim também.
Spice machucou? Rua!
Esmeralda machucou? Rua!
Happy saiu do pé enquanto eu ando? Rua!

Bonitinha, mas…

Mas ao mesmo tempo, eu adoro as Melissas.
E admito: muitas delas, se eu não usar com meia, me machucam mesmo!
Ontem estava com a Desire, uma das Melissas mais confortáveis do mundo!
Mas ontem, ela me machucou um pouco acima do calcanhar e quando fui tirá-la para ver, vi umas pedrinhas minúsculas perto do calcanhar. Como entraram, não sei. Mas entraram, eu nem senti (quer dizer, nem sei se senti) e criaram uma minibolha no meu pé, que está coçando pra caramba!

Até tu?

Aí eu lembrei de uma resposta que eu dei em relação a uma consulta via e-mail e uma sugestão da Janaína, por e-mail: BOLHAS!

Tecnicamente falando, as bolhas são resultado do acúmulo de fluidos (provenientes dos processos inflamatórios) entre as camadas interiores e exteriores da pele.
Mas por que esse inferno se instala nos nossos pezinhos?

Para começo de conversa, os pés são estruturas com diversas funções, entre elas a de suportar o peso do corpo e de servir de plataforma durante o caminhar.
Sua pele, assim como a do restante do corpo, é formada por uma superfície celular, rica em vasos capilares, chamada derme e dezenas de milhares de terminações nervosas revestida por uma superfície externa, mais espessa, chamada epiderme.
No geral, quanto mais espessa a superfície dos pés, menor é a tendência ao desenvolvimento de bolhas.

As bolhas se formam a partir de uma irritação contínua da derme (superfície interna da pele), que causa a transudação de um líquido rico em proteínas que fica delimitado entre a derme e a epiderme, pressionando as terminações nervosas e provocando dor.
Ou seja, o impacto, em conjunto com um grande volume de passadas, vai castigando os pés.
Some-se a isso o fator “Melissa recém comprada com dona ansiosa para usar”, só que no tamanho errado – porque Melisseira é brasileira e não desiste nunca da busca da Melissa dos sonhos -, ainda mais no calor, em que aumenta a sudorese e a umidade dos pés, bem como as sujeirinhas que insistem em entrar no sapato, além de outros fatores e pronto: quanto mais tempo com a Melissa assassina, maior a chance de criar bolhas.

Daí, já temos algumas formas de evitar a formação de bolhas:
– Evitar andar com pés molhados
– Mantenha a higiene dos pés
– Remova rapidamente corpos estranho que entrem nas Melissas
– Não utilize cremes que façam com que os pés escorreguem nas Melissas
– Escolha Melissas bem ajustadas a seu pé, de modo que não existam partes do sapato ou chinelo que criem fricção com o pé.

Mas mesmo com todos os cuidados, as tais bolhas apareceram.
E agora, como tratar?
Se sua bolha for pequena, proteja-a com um curativo com superfície espessa (para amortecer o impacto no local, aliviando a dor).
Se for daquelas grandes, vai ser necessário retirar o liquido (que pressiona as terminações nervosas, causando dor) – a simples presença dessa bolha propicia o aparecimento de outras bolhas, já que o corpo se defende da dor colocando um peso maior no lado oposto.
Lave bem o pé com água e sabão, aplique álcool iodado na superfície da bolha e utilize sempre material esterilizado (segundo uma das minhas fontes, o ideal seriam agulhas com linha esterilizada de algodão ou nylon 2-0).
Eu, uma simples mortal que costumava ter bolhas não por causa das Melissas, mas de tênis de corrida novos, usava agulha e linha normal. Esterilizo a agulha e a linha em água oxigenada, perfuro a bolha fora a fora com a agulha, passando a linha de um lado a outro do machucado, para drenar o líquido.
Pressione a bolha com cuidado até que boa parte do líquido seja retirado. O resto será drenado durante a noite. De manhã, retire o dreno antes de levantar aí, para não traumatizar a derme. Coloque um Band-aid no local e verifique com frequência.
Se em algum momento houver sinal de pus, médico já!

Ainnnn, mas eu quero taaaanto usar a Melissa causadora de bolhas.
E agora?

Pé cheio de bolhas. Mas lindo!

A Melissa assassinou o seu pé no primeiro uso?
Primeira sugestão: nada de usos intensivos. Vai andar o dia todo? Opte por outro sapato e deixe a assassina para ocasiões em que você não vai andar tanto.

Comprei uma dessas e vou tentar usar com meia…

Segunda sugestão: tente usar com meia. Mesmo as meias finas ajudam a absorver o suor, diminuem o contato de corpos estranhos e protegem o pé do atrito com o sapato. No inverno é fácil, mas no verão vai ser difícil…

Ela é boa e bonita do jeito que ela é…

Terceira sugestão: não mude a estrutura da sua Melissa! Transformar a Rock Princess em um scarpin ou diminuir o tamanho do salto não vão resolver o problema e ainda podem causar transtornos maiores.
Se a RP tem a tira, para algo deve servir, né? No caso da RP, para “fixar a Melissa ao pé” e evitar situações do tipo “eu fui e a Melissa ficou”.
Já diminuir o salto pode ser ainda mais perigoso, pois pode prejudicar a pisada, já que alterada a altura do salto, teria também de mudar também o ângulo da palmilha/solado!

Convenhamos: exceto as mais sortudas, as Melissas são especialistas em criar bolhas até nos pés mais rústicos (como o meu)!

Para vocês:

Qual a Melissa que nunca causou bolhas?
e
O que vocês fazem para prevenir e tratar bolhas?

MELISSA PARA BAIXINHAS

22 set
Por incrível que pareça, Natalie Portman mede 5 cm a menos que a Scarlett!

Demorou um pouco, mas saiu!
Como eu não tenho muito conhecimento nessa área, fiz uma pesquisa em vários sites para ver considerações e dicas a respeito de looks ideais e dicas para ajudar as baixinhas a parecerem menos baixinhas (que atire a primeira pedra a mulher com menos de 1,60m que não gostaria de ter uns 1,65)…

Pelo que eu percebi, a baixinha típíca tem menos de 1,60, embora eu com meus 1,64 me considere uma baixinha também – um rim por 1,70 de altura, por favor?

Baixinhas famosas:
1.52m: MK Olsen, Shakira, America Ferrara e Kylie Minogue
1.55m: Ashley Olsen, Nicole Richie, Norah Jones, Hayden Panettiere e Lady Gaga
1.56m: Hillary Duff e Toni Braxton
1.57m: Lily Allen, Rachel Bilson, Reese Whitherspoon, Salma Hayek, Eva Longoria, Jeniffer Love Hewitt, Avril Lavigne, Demi Lovato e Lucy Liu
1.59m: Cristina Aguilera, Jessica Simpson, Natalie Portman, Kim Kardachian e Sarah Jessica Parker

Idéia geral: o que toda baixinha quer?
Resposta: Alongar a silhueta!
Como? Principalmente criando uma linha vertical no corpo.


Abotoamento define linha vertical marcante no vestido de Rachel Bilson *IT girl total*

Usar roupas que alongam pernas e o pescoço também dão a sensação de alguns centímetros a mais: não é mágica nem feitiçaria, apenas ilusão de ótica… Vale a pena também parecer mais magra, porque isso também dá uma sensação de mais alongada!

Vamos às dicas:

CALÇAS E SHORTS HOT
– Calça Skinny (para quem tem pernas não muito grossas nem quadris muito largos)


Look indo da ig girl Rachel Bilson: cache coeur + skinny + salto

– As peças de cintura alta dão a impressão de pernas mais longas, consequentemente verticalizando a silhueta. Mas cuidado: cinturas altas são inimigas mortais dos abdomens salientes!

– Pantalonas de listras verticais são ótimas para alongar as pernas.

A cintura alta + pantalona + salto, que pernas compriiiidas!

– Calças escuras de corte reto


Reese Witherspoon *musa* parece ter mais de 1,57, não?

– Utilize de preferência calças que venham até aos pés para alongar as pernas. A bainha não deve arrastar no chão mas também não deve deixar que se veja o sapato todo.

A calça encurtou até as pernas de uma moça alta…

NOT
– Carrot pants. As pregas nos quadris criam um volume horizontal, achatando ainda mais a silhueta.

Imagina uma moça baixinha nesse look…

– Alfaiataria rígida – aposte em calças com caimento mais suave, versões mais femininas da alfaiataria clássica.
– Jardineiras e calças-pijama, pois achatam o visual.
– Cavalo baixo e modelagem sarouel, barras italianas ou contrastantes, comprimentos entre os joelhos e o tornozelo encurtam as pernas.

Calças Capri “fatiam” as pernas, deixando mais curtas

SAIAS E VESTIDOS

HOT
– Mínis são boas companheiras das pequenas, pois deixam as pernas mais compridas.


Carolina Dieckmann cresce com decote V e vestido curto

– Para apostar sempre: saias retas (sem ser justas) com fendas
– Se suas coxas forem grossas, quadril largo ou acima do peso, uma dica são modelos que fiquem na linha do joelho ou um pouco mais acima.


Vestido fofo da America Ferrara (Ugly Betty) é um coringa para as baixinhas de peito e um pouco acima do peso: disfarça tudo!

– Cortes retos, como o dos vestidos tubinho


Super it Rachel Bilson e um tubinho nada básico…

– Vestidos tipo chemisier, pois os botões criam uma linha vertical no corpo
– As peças de cintura alta dão a impressão de pernas mais longas. Mas assim como em relação às calças, se você está acima do peso, corra!!!


A musa (e magrinha) Reese Witherspoon pode (veja como alonga as pernas!)

NOT
– Comprimentos no meio da canela, pois dá a impressão de ser (ainda mais) baixinha


Hayden é linda, mas essas proporções…

– Vestidos longos se o salto não for alto!
– Saias muito rodadas, com várias camadas ou padrões, ao invés de criar altura, comem alguns centímetros…

Saias rodadas dão volume onde não queremos…

– Qualquer peça ampla demais.


Vestido amplo com botas cortando a silhueta diminuem ainda mais a Hillary Duff

TOPS

HOT
– Decote V, que aumenta o colo e dá impressão de pescoço mais comprido. Esse tipo de decote cria uma linha vertical, alongando o corpo.


A diva Sarah Jessica Parker, perfeita com decote V, cintura alta, comprimento acima do joelho e salto alto.

– Pouco busto? Escolha uma túnica soltinha!
– Camisas e blusas abotoadas na frente, fechadas por fecho-eclair, blazer aberto etc criam uma linha vertical no seu corpo.


O vestidinho com ziper alongante de Demi Lovato

– Os casacos compridos de ¾ ou pelos quadris, além de chiquérrimos, dão a impressão de mais altura. Cuidado: casacos compridos demais dão o efeito contrário!


Skinny + Casaco 3/4 deixam Nicole Rictchie mais alta do que ela realmente é

– Risca de giz. Paletó e calça risca de giz caem bem mas procure manter baixo contraste entre as partes de cima e de baixo, para não criar uma linha horizontal bem no meio da silhueta e dar a ilusão do “achatamento”.
NOT
– Colocar blusa para dentro da calça, que encurta a silhueta.


O casaqueto teria ficado mais bonito por fora da calça!

– Colocar blusa comprida por fora da calça, que achata o visual.
– Blazers largos e de cortes masculinos


Eu até gosto de boyfriend blazers, mas acho que um blazer com corte mais ajustado e delicado ficaria melhor na Kim Kardashian

– Blusa longa (especialmente com calça capri) – que tal transformar essa blusa num vestidinho?


Eva Longoria usa a batinha como mini vestido e ganha alguns centímetros!

CORES, ESTAMPAS E TECIDOS
HOT

– Estampas miúdas, que caem melhor em quem tem slhueta delicada.


Comprimento, estampa e caimento sob medida para Natalie Portman!

– Listras verticais (aquela história de alongar a silhueta, lembra?)


O vestido não é exatamente listrado, mas a modelagem cria listras verticais na saia, alongando as pernas. Só faltou um pouco de peito para rechear melhor o decote… (Gente, ela é perfeita, eu P-R-E-C-I-S-O encontrar defeitos nessa mulher!!!)

– Looks monocromáticos. Uma cor da cabeça aos pés faz os olhos viajarem da cabeça aos pés, numa linha vertical, sem interrupção. Ou seja, você vai parecer mais alta. O pretinho é básico, mas outros tons escuros também ajudam nessa composição.


Rachel Bilson it girl toda de cinza

– Tecidos molengos com bom caimento (sedas, jérsei e microfibras) criam movimento para trajes monocromáticos. Além disso, camadas e tecidos finos disfarçam o volume fixo.

A diva – que não tem volumes para disfarçar – com vestido lindo de tecido fluido, que esconderia esses tais volumes…


NOT
– Estampas graúdas: maxiflores, maxixadrezes, maxilistras vão te deixar maior (e não mais alongada).


A estampa enorme deixou a Nicole Ritchie menor ainda!

– Listras Horizontais: queremos alongar, não alargar!


Hayden Pannetière ficou meio troncudinha com esse top…

– Fofices é bom, mas evite excessos. Overdose de lacinhos, babadinhos, cor-de-rosa bebê fazem seus 1,56 m parecer altura de garotinha. Aja e se vista como uma mulher (a não ser que não seja bem essa a idéia, claro)!

SAPATOS
HOT
– Os sapatos cavados, que deixam o peito do pé bem à mostra são grandes amigos das baixinhas.

Treasure, Coleção Love Pirates

– Não gosta de saltos superaltos? Vá com um salto mais baixo (mas não abra mão dele!) ou uma anabela, para manter a elegância.

Salto Anabela (beeem mais delicada que as plataformas!) da Mermaid, coleção Love Pirates

– Para ganhar mais pernas, use o calçado na mesma cor das meias e das calças.


Look off-black de Reese musa: mais magra e mais alta. Detalhe no Loboutin bapho

– Os sapatos de bico fino são os que mais alongam as pernas.


Glam + Mulher Maravilha, coleção Viagens de Melissa: objeto de desejo AND aumentador de altura!

– Sandália preta de salto fino e altíssimo faz uma parceria perfeita com o vestido da mesma cor. A escolha da sandália delicada deixa o tornozelo livre e alonga as pernas.

Troco 70 Melissas por 7 Jimmy Choos…

– Sapatos em tom da pele de salto fino equilibram a proporção com um vestido liso, de tecido fluido e comprimento pouco abaixo dos joelhos. Aposte: shortinho, sainha ou vestidinho curtos com sapatos nude, quase no mesmo tom da pele, para efeito mega alongador de pernas!

Reese musa quase nunca erra!

NOT

– Fuja dos saltos altíssimos. Tem baixinhas que recorrem ao salto 10 para ficar com 1,50 m. Não faça isso: um salto altíssimo só vai reforçar o seu complexo de ser baixinha e mostrar para o mundo que você de fato tem um problema com a sua altura. Ou seja: suba num salto médio e diga que você está em paz com a sua natureza – só quer dar uma up de uns seis centímetros nela…

Ela pode porque é “A” Kylie…

– Evite as botonas ou sapatos arredondados.


Um sapato não se chama Ugg à toa: A Jessica Simpson ficou minúscula!

– Saltos grossos também não são recomendados

– Peças que alargam e que dão sensação de horizontalidade também não ajudam: sandálias e sapatos com amarração no tornozelo – o esforço é mover o olho do outro de baixo pra cima, e não de um lado pro outro!

A sandália encurtou as pernas da Ashley (ou Mary-Kate, sei lá)…

ACESSÓRIOS
HOT
– Bolsas médias e pequenas são as mais adequadas às mulheres mais baixas.


A musa Reese com bolsa de tamanho perfeito!

– Bolsas pequenas e cruzadas no peito também favorecem as baixinhas

– Colares compridos e delicados também funcionam (lembra daquela tal linha vertical?).


Aprenda com a it girl Bilson!

NOT
– Se uma baixinha usa acessórios enormes, como bolsas e brincos, eles vão chamar atenção DEMAIS!

A bolsa enorme faz Mary-Kate Olsen parecer menor ainda…

– Echarpes e cachecóis com as pontas muito longas.


Mas qual o problema com a Kylie?

Bom, se ela se espelhasse na diva, com certeza cresceria mais alguns centímetros…

SJP, diva como (quase) sempre…
– Evite colares muito curtos: achatam o pescoço e diminuem a altura. Prefira os longos (mais uma vez, aquela linha vertical criada ao longo do tronco).


Cadê o pescoço da Hillary Duff?

– Cintos que contrastam com a cor da roupa, provocando um corte no meio do corpo que achata a silhueta; tal como os cintos muito largos com fivelas pesadas.

Desastre: Jessica Simpson de calça cintura alta com barriga saliente + cintão largo dividindo a silhueta.

ERROS E ACERTOS
Separei alguns looks que mostram um pouco do que foi escrito aí em cima. Porque uma imagem valem mais que mil palavras, néam???

Nem parecem a mesma pessoa! Olha como a saia curta alonga e o vestidão comprido encurta a Nancy, do Lookbook!

O short curto e a camisa dão alguns centímetros a mais de perna para a Jéssica Simpson. Já o vestido drapeada na horizontal aumenta os quadris e a deixa desproporcional (na época dessa foto, ela tinha um corpaço!)


Hilary Duff, com bolsa enorme + calça na canela + sandália que “fatia” as pernas parece achatada! Na foto da esquerda, a composição mais proporcional deixa a moça mais esguia!

Na foto com o vestidão, a Sandy ficou cabeçuda! Já com o vestido curto, ela ficou mais leve e ganhou alguns centímetros de altura.

Eva Longoria de rosa e de preto: nem parecem a mesma, né? O comprimento do vestido rosa superdesfavorece! Já o preto emagrece, o comprimento na altura dos joelhos aumenta as penas e o decote em V alonga o tórax!


SUGESTÕES DE LOOKS COM MELISSA

Calça
Baixinhas - calça
Shorts

Baixinhas - shorts

Saia+Camisa

Baixinhas - saia + camisa

Vestido

Baixinhas - vestidos

Festa
Festa - baixinhas

COMO USAR: 3-Straps Elevated

27 ago


3SE: Modelo dos mais desejados da Love Pirates

Consciente da grossura do meu tornozelo e das minhas caneças, eu já me conformei que nem a 3SE e nem a versão low vão ficar bem em mim.
Mas sem dúvidas esse é um modelo que deve estar na Wishlist de 95% das melisseiras.
Porque, vamos combinar, ela é linda e muito estilosa!

Só que, como minha humilde opinião foi solicitada pela *** (pra variar, esqueci de anotar o nome da leitora que pediu esse post, eu não presto mesmo… Pior que eu anotei no papelzinho, mas cadê ele?), eu vou dar meu parecer (sério, gente, me sinto tão importante nessas horas!).
Bom, na opinião desta palpiteira de plantão, a característica que mais me salta os olhos é que a perna/tornozelo têm de ter um diâmetro que faça com que a perna não se pareça uma linguiça amarrada. A minha vai parecer, então não vou nem me arriscar.
Segundo, eu acho que se o sapato tem detalhes que o diferenciam absurdamente dos outros (não deve ser à toa que ela se chama 3-Straps, né?), esses detalhes merecem ser mostrados. Tipos, não vale pôr uma skinny e sair com ela. Cá entre nós, e num momento tolerância zero, se é pra fazer isso, compra logo uma Ashia que custa a metade do preço na liquidação, né?
Terceiro, equilíbrio. Porque o estilo da sandália é forte, não tem como negar, e remete às dominatrix e fauna-notivaga-transviada (tanto que muitas meninas deixam seus lados traveca vir à tona por conta dela). Então, evitar o combo mulheres do funk = decotão+embalagens a vácuo+economia de tecido) para não ser confundida na rua. E as mulheres do funk que me desculpem, mas num país em que mulheres que mostram um pouco mais estão “querendo”, “provocando os homens” e talz, um pouco de comedimento pode ser uma boa idéia.

Isto posto, vamos falar a verdade: com uma cartela de cores em tons aparentemente outonais, a cartela da 3SE nos dá pistas de que a Primavera-Verão pode ser um pouco (mas não mto, que as cores estão bem discretas) mais alegrinha. E como eu sou facilmente empolgável, montei vários looks com propostas diferentes de uso:

Working Girls

Não precisava nem ser Melissa, mas um sapato como este daria um UP em produções mais formais. Para mim, dá para usar para trabalhar numa boa, mas sem exagerar na produção!

Dia e Noite


Compromisso com amigos de dia? Apesar de ser estilosa, acho que pode combinar bem com um look para o dia. Para a noite, nem se fala!

Oh Happy Day

O único look que eu montei com calça foi esse, com um boyfriend jeans. Claro, com a barra dobrada para as 3-Straps aparecerem. Looks para um dia-a-dia mais feliz (se fosse em Paris, seria melhor ainda!)


Na Balada

Alguém duvida que a 3SE vai virar hit da noite? Eu tenho certeza!