Arquivo | Pseudices RSS feed for this section

APRESENTANDO: O OGRO

8 set

Conheci o Rodrigo há 4 anos e moramos juntos há dois.
Temos muitas coisas em comum e muitos gostos divergentes também.
Acho que é por essas diferenças que nos gostamos, nos respeitamos e nos damos tão bem.

 

ogroFérias do ano passado, em Cannes

Uma das nossas conversas antiguinhas foi assim:
– Um moleque fulano desclassificado desaplaudido pela vida cidadão qualquer virou pra mim e falou que ia parar de queimar vela boa para santo ruim.
No caso, o santo ruim era eu (pessoas falando de mim assim, vocês acreditam?).
E ele:
– Já eu, por você botaria fogo na fábrica de vela inteira.

Não é muito amor?

 

Anúncios

COISAS DA VIDA

24 ago

Após tentar (sem sucesso) fazer meu marido se apaixonar pela natação, resolvi largar na mão de Deus para ver o que acontece.
Recentemente ele se interessou por artes marciais (\o/). Porém, a arte marcial escolhida foi o kung fu.
Sim, aquela coisa aeróbica.
Sim, aquela luta do Bruce Lee.
BRU-CE-FU-CKING-LEE.
O cara com a coluna maleável que fica pulando, voando e socando sem parar.


Tentando fazer a pessoa voltar à razão.
– Amor, acho que o kung fu é pesado para nós.
– Por quê?
– A gente não tem perfil (idade e cansaço latente) para fazer kung fu.
– Ué, se o Kung Fu Panda virou o guerreiro dragão, por que eu não posso?

kung fu

Vocês entendem o porquê de seu ser sequelada, né?